"Não há um milímetro do mundo que não seja saboroso" (Jean Giono)

sexta-feira

não aguento o peso do meu corpo mais um segundo. cada membro descoordenado com toneladas a limitarem a sua independência. meu corpo pendura hoje de um fio e é a esperança dum fim próximo que o salva. que o continua a mexer sem vida...mais um dia...mais umas horas até me ver livre dos fios que coordenam, mas aprisionam o meu corpo durante os dias mais escuros da minha semana. e este dia, mesmo sendo o último torna-se insuportavelmente infindável.

quarta-feira


quero emigrar novamente. ser turista todos os dias. e em cada estação do ano descobrir uma agradável surpresa. vivê-la sempre como a primeira vez...o primeiro inverno, a primeira primavera... olhar para tudo como pela primeira vez. não me cansar de passear a pé pelas ruas que já conheço. sentir prazer com as mais pequenas e simples coisas que faço e com quem as faço. provar pratos novos. conhecer pessoas novas. sentir-me feliz por estar aqui e agora.
quero emigrar uma e outra vez mais. hoje, amanhã e depois...aqui mesmo ou não

sexta-feira

Have a Hippie Weekend


quinta-feira


tenho estado a ser sacudida por rajadas de vento, ideias infundadas (ou não). chuvas fortes, lágrimas. trovoadas, medos. saídas inundadas e mais um par de escolhas inevitáveis.

acredito sair viva, bem viva. e prometo contar a nova (e provavelmente provisória) satisfação.


quarta-feira

depois há aqueles dias (daqueles que só têm sofredoras 8 horas) em que o seu fim é um grande alivio





sexta-feira

Have a Hippie Weekend


quinta-feira

o teu silêncio. a falta do teu olhar. o frio que nos separa. a distância do teu corpo. entra-me tudo pela alma como lâminas que me descarnam devagar.


[Foto: Francesca Woodman]




quarta-feira

tentando exorcizar de mim, o medo, ansiedade e o desespero


Rádio Sabor a Canela

Sabores Anteriores