"Não há um milímetro do mundo que não seja saboroso" (Jean Giono)

sexta-feira

não aguento o peso do meu corpo mais um segundo. cada membro descoordenado com toneladas a limitarem a sua independência. meu corpo pendura hoje de um fio e é a esperança dum fim próximo que o salva. que o continua a mexer sem vida...mais um dia...mais umas horas até me ver livre dos fios que coordenam, mas aprisionam o meu corpo durante os dias mais escuros da minha semana. e este dia, mesmo sendo o último torna-se insuportavelmente infindável.

Rádio Sabor a Canela

Sabores Anteriores